Blog

Confira toda semana novas postagens sobre Saúde Mental!

Você sabe o que é a autoestima?

Autoestima: Você sabe o que é?

Autoestima alude ao apreço (estima, amor) que cada qual sente por si mesmo. Ao mesmo tempo, reside no conhecimento individual e no desenvolvimento das próprias potencialidades, na percepção dos sentimentos, atitudes e ideias que se referem à dinâmica pessoal.

A autoestima é um dos principais construtos da personalidade, que está alicerçada na imagem (o mais real possível) que a pessoa tem de si mesma, que é construída em base ao que os outros comentam de como a veem, como a pessoa se sente e percebe (como realmente é), aceitando ou rejeitando estas informações (quanto mais real, mais seria positivo, quanto mais irreal, mais distorcido).

Quando ela está elevada, nós nos amamos e nos respeitamos pelo que somos e geralmente nos sentimos satisfeitos na maior parte do tempo. Quando está baixa, sinaliza que não estamos felizes com quem somos.

A partir disso, a pessoa constrói um marco interpretativo próprio, ao longo de todo seu desenvolvimento, que permite que a autoestima não modifique-se a cada opinião alheia, mas pode modificar-se quando necessário.

Quando temos uma autoestima positiva/ real, favorecemos nossas relações interpessoais, pois nos conhecemos melhor e gostamos mais de nós mesmos e conseguimos gostar dos outros.

Algumas situações podem interferir na nossa autoestima, como por exemplo: críticas, rejeições, humilhações, abandono, desvalorização e perdas. A construção dessa percepção negativa de si mesmo é resultado das interações sociais. Nelas a pessoa vivencia situações em que é colocada numa posição de se sentir inferiorizada e de menor valia.

A baixa autoestima pode refletir de forma impactante na saúde psicológica do ser humano, podendo culminar em sentimentos de inadequação, pouco valor, ansiedade e um diagnóstico de depressão, ou de outros transtornos psicológicos.

 

O que devo fazer para melhorar minha autoestima?

 

  1. Buscar o autoconhecimento,
  2. Identificar suas qualidades não apenas os defeitos, isso facilita o engajamento em tarefas onde suas características positivas possam ser realçadas,
  3. Realizar atividades prazerosas que lhe tragam felicidade
  4. Valorizar a si mesmo, seja cuidar da forma física, dançar, ler um livro, permitir-se ser cuidado, amado e sentir-se especial
  5. Se aceite do jeito que é! Lembre-se que você é humano e não precisa ser perfeito.

 

Se tem algo em você que lhe incomoda muito, pense em maneiras de trabalhar isso; mas não se puna nem se desvalorize. Cuide da pessoa mais importante que existe, VOCÊ!

Se sentir que está muito difícil melhorar sua autoestima sozinho procure a ajuda de um psicólogo.

Quer saber mais sobre mim? 

Tem alguma dúvida, ou quer agendar uma consulta? Estou à disposição!

Leia também esse artigo sobre autoestima!

Escreva um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compulsão alimentar

Compulsão Alimentar

A compulsão alimentar não é a mesma coisa que comer em excesso. Trata-se de quando a pessoa perde o controle e não …

Amor Próprio

Amor próprio: Qual o segredo?

Tantas pessoas falam de amor próprio, mas afinal, o que é isso? Amor próprio é o amor que as pessoas tem por si mesmas. …

Esgotamento Emocional

Esgotamento emocional: O que é isso?

Você já se sentiu esgotado emocionalmente? O esgotamento emocional é uma experiência na qual a pessoa está tão cansada …